Representações sociais sobre a extensão rural no contexto da comunidade remanescente do quilombo Nova Jatobá, Curaçá-BA

Conteúdo Principal do Artigo

Danilo Moreira dos Santos
Nilton de Almeida Araújo
Helder Ribeiro Freitas

Resumo

Este artigo, fruto da dissertação de mestrado, aborda Representações Sociais de quilombolas e extensionistas acerca da extensão rural e identidade étnica no contexto da Comunidade Remanescente de Quilombo Nova Jatobá, Curaçá-BA. Seguindo uma abordagem qualitativa, tendo como instrumentos a entrevista semiestruturada e a observação, e com base na Teoria das Representações Sociais e na Teoria da Análise de Discurso francesa, apreendem-se as representações de 13 participantes relacionados como usuários, praticantes e espectadores em um contexto de ações de desenvolvimento rural executadas por entidade não governamental. Demonstra-se, acerca dos quilombolas, como a cultura e a identidade influenciam suas representações da realidade. Nota-se uma polissemia nos discursos mobilizados, inclusive com a explicitação de sentidos convergentes entre os dois grupos, que buscam estabelecer primordialmente uma valoração positiva da identidade étnica, da Extensão Rural e da atuação extensionista, porém explicitando sentidos outros a partir do não dito que atravessa o dizível e mesmo dos contrastes presentes no discurso. Representações negativas também se relacionam à significação da realidade, como no caso da identidade quilombola, acerca da qual se explicita uma influência de princípios contrários à noção de “neutralidade racial” nos processos de interação, confrontantes com o próprio sentido de autoafirmação identitária.

Detalhes do artigo

Como Citar
Moreira dos Santos, D., de Almeida Araújo, N., & Ribeiro Freitas, H. (2018). Representações sociais sobre a extensão rural no contexto da comunidade remanescente do quilombo Nova Jatobá, Curaçá-BA. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 38(2), 118-142. https://doi.org/10.37370/raizes.2018.v38.14
Seção
Artigos

Referências

BRASIL. Lei nº 12.188, de 11 de janeiro de 2010. Institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária - PNATER e o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária - PRONATER, altera a Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Disponível em:. Acesso em: 05 fev. 2018.
CAPORAL, F. R. Lei de Ater: exclusão da Agroecologia e outras armadilhas. Revista Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, v. 4, n. 1, set./dez., 2011, p.23-33. Porto Alegre: EMATER-RS-ASCAR, 2011. Disponível em:. Acesso em: 15 fev. 2018.
DURKHEIM, É. As regras do método sociológico. Trad.: NEVES, P.; Rev.: BRANDÃO, E. 3. ed., São Paulo: Martins Fontes, 2007.
DURKHEIM, É. Da divisão do trabalho social. Trad.: BRANDÃ, E. 2. ed., São Paulo: Martins Fontes, 1999.
FOUCAULT, M. A arqueologia do saber. Trad.: NEVES, L. F. B. 7. ed., Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2008.
FREIRE, P. Extensão ou Comunicação? 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.
JODELET, D. “Representações sociais: um domínio em expansão”. In: JODELET, D. (Org.). As representações sociais. Rio de Ja¬neiro: UERJ, 2001.
JOVCHELOVITCH, S. Psicologia social, saber, comunidade e cultura. Psicologia & Sociedade, v.16, n. 2, p. 20-31, maio/ago., 2004.
MENDES, J. F. A. Etnodesenvolvimento, assistência técnica e extensão rural: o caso do quilombo de Monte Alegre – Cachoeira do Itapemirim-ES. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas) – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 2014.
MOSCOVICI, S. Representações sociais: investigação em psicologia social. 2. ed., Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.
NUNES, G. H. L. Educação escolar quilombola: processos de constituição e algumas experiências. Revista da ABPN, v. 8, n. 18, nov. 2015/fev. 2016, p.107-131.
ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Pontes, 6. ed., 2005a.
ORLANDI, E. P. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. 6. ed., Campinas, SP: Unicamp, 2007.
ORLANDI, E. P. Michel Pêcheux e a Análise de Discurso. Estudos da língua(gem), n. 1, p. 9-13, 2005b. Disponível em:< http://www.estudosdalinguagem.org/index.php/estudosdalinguagem/article/viewFile/4/3>. Acesso em: 10 fev. 2018.
PÊCHEUX, M. O discurso: estrutura ou acontecimento. Trad.: ORLANDI, E. P. Campinas, SP: Pontes, 1990.
PREMEBIDA, A.; ALMEIDA, J. Desenvolvimento rural e biopoder: reflexões a partir do campo tecnocientífico. Sociedade e Estado, Brasília, v. 21, n. 2, p. 459-486, maio/ago., 2006.
SANTOS, I. de J. As representações sociais dos quilombolas sobre a extensão rural na Comunidade Remanescente de Quilombo Lage dos Negros em Campo Formoso-Bahia. Dissertação (Mestrado em Extensão Rural e Desenvolvimento Local) – Universidade Federal Rural de Pernambuco, Recife, 2014.
SANTOS, I. de J.; ALMEIDA; M. das G. A. A. de. As representações sociais dos quilombolas sobre a extensão rural na Comunidade Remanescente de Quilombo Lage dos Negros em Campo Formoso-Bahia. Revista de Extensão e Estudos Rurais, v. 3, n. 1, p. 155-189, 2014.