Efeitos da gesta?o participativa dos parques estaduais da Bahia

Conteúdo do artigo principal

José Alberto Castro Macedo
https://orcid.org/0000-0003-3738-5314
José Augusto Drummond
https://orcid.org/0000-0002-7349-0579

Resumo





Neste artigo sa?o discutidos os efeitos da participac?a?o sobre a gesta?o de tre?s parques estaduais da Bahia - Serra do Conduru, Morro do Chape?u e Sete Passagens a partir da te?cnica “Medicio?n de la efectividad del manejo de areas protegidas”, proposta por Cifuentes, Izurieta e De Faria (2000). As fontes abrangem documentos das unidades, respostas a questiona?rios, entrevistas com funciona?rios dos parques e anotac?o?es de trabalho de campo. O pressuposto e? o de que o pouco envolvimento das comunidades leva a uma gesta?o insatisfato?ria. Para cada unidade foi calculado um i?ndice de efetividade. Sete Passagens e Serra do Conduru te?m a gesta?o mais participativa, com 71 e 57 pontos, respectivamente (numa escala de 1 a 100), alcanc?ando gesta?o medianamente satisfato?ria. Morro do Chape?u alcanc?ou 37, ficando na categoria de gesta?o pouco satisfato?ria. Isso indica que a qualidade da gesta?o se correlaciona com a gesta?o participativa.





Detalhes do artigo

Como Citar
Macedo, J. A. C. ., & Drummond, J. A. . (2012). Efeitos da gesta?o participativa dos parques estaduais da Bahia . Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 32(1), 123–144. https://doi.org/10.37370/raizes.2012.v32.352
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.