Identidades, luta pela terra e resistência: exercício analítico a partir de um assentamento na Paraíba

Conteúdo Principal do Artigo

Vilson Cesar Schenato
Mércia Rejane Rangel Batista

Resumo




No presente artigo analisa-se a ação de indivíduos que lutam pelo acesso e manutenção da terra, operando com a dialética entre a moral camponesa e as perspectivas contemporâneas de inserção social. Focaliza-se a relação entre os iguais e os desiguais, entre coletivos e indivíduos, entre identidades e diferenças estabelecidas com os “outros”, a partir da experiência dos que vivem no Assentamento Bela Vista (Esperança - PB). A metodologia conjugou a observação participante, entrevistas orais e as notas no diário de campo. As narrativas orais construídas a partir do trabalho da memória foram analisadas conforme as identidades reconstruídas e (re) significadas em relação às “lutas” do passado e do presente, no espaço social e simbólico, as quais têm gerado novas dinâmicas, alterando a configuração do território e das relações sociais. Destacamos que a luta pela terra não se constitui a partir de pessoas com identidades totalmente diaspóricas; do nosso ponto de vista e a partir da pesquisa realizada, podemos afirmar que a mesma se faz por meio da resistência, na qual se buscou efetivar um projeto orientado por uma economia moral camponesa. Os posseiros se envolveram no processo de luta social motivados por um senso de justiça, reivindicando o direito sobre a terra da qual estavam sendo “expulsos”. A resistência permitiu transformar suas identidades de posseiros para assentados, chegando à propriedade privada e definitiva da terra, reconhecendo-se atualmente enquanto agricultores. Orientam-se pela economia moral camponesa, que lhes dá subsídios para agirem socialmente e para resistirem, lançando mão de várias estratégias para continuar na terra e para escapar da seca, ao passo que pleiteiam programas públicos e participam dos jogos sociopolíticos locais, que ultrapassam os limites do assentamento.




Detalhes do artigo

Como Citar
Schenato, V. C., & Batista, M. R. R. (2015). Identidades, luta pela terra e resistência: . Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 35(1), 79-92. https://doi.org/10.37370/raizes.2015.v35.427
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.