Licenciamento de barragens e a construc?a?o da rede social na Zona da Mata, Minas Gerais: empreendedores e atingidos articulados em conflito ambiental

Conteúdo do artigo principal

Pollyana Martins Santos
Márcia Pinheiro Ludwig
Marcelo Leles Romarco de Oliveira
https://orcid.org/0000-0003-2746-8407

Resumo





O presente artigo tem como objetivo descrever a analisar o processo de formac?a?o da rede social formada por indivi?duos integrantes de diferentes organizac?o?es na Zona da Mata mineira, articulados em func?a?o da defesa dos interesses de comunidades atingidas por barragens na regia?o. O trabalho foi desenvolvido dentro de uma perspectiva metodolo?gica predominantemente qualitativa, sendo empregadas como te?cnicas de coleta de dados entrevistas semi-estruturadas, ale?m de pesquisa documental e cienti?fica. Os resultados obtidos apontam para a existe?ncia de uma rede de movimento social nos moldes definidos por Sherer-Warren (2006) em atividade na Zona da Mata mineira. E? tambe?m possi?vel observar que tal estrutura, ao problematizar a construc?a?o de empreendimentos hidrele?tricos a partir da perspectiva das comunidades locais, tem alcanc?ado significativa importa?ncia na contribuic?a?o para com o processo de legitimac?a?o de direitos e construc?a?o de justic?a ambiental.





Detalhes do artigo

Como Citar
Santos, P. M. ., Ludwig, M. P. ., & Oliveira, M. L. R. de . (2012). Licenciamento de barragens e a construc?a?o da rede social na Zona da Mata, Minas Gerais: : empreendedores e atingidos articulados em conflito ambiental. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 32(1), 160–189. https://doi.org/10.37370/raizes.2012.v32.354
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.