Espac?os e tempos cruzados: trajeto?rias de trabalhadoras no interior paulista

Conteúdo do artigo principal

Juliana Dourado Bueno
Maria Aparecida de Moraes Silva

Resumo





Buscamos apresentar uma discussa?o sobre o entrecruzamento de tempos e espac?os sociais tendo como ponto de partida as trajeto?rias de mulheres empregadas em diferentes setores rurais no interior de Sa?o Paulo. Nessas trajeto?rias, algumas experie?ncias se mostram comuns, dentre as quais esta?o o ini?cio da vida como camponesas, o processo migrato?rio, o assalariamento rural (trabalho na colheita da cana e laranja) e o assalariamento em um abatedouro de frangos no munici?pio de Sa?o Carlos. Para realizar esse estudo, voltamos o olhar para os estudos de assalariamento rural e relac?o?es de ge?nero. O emprego da metodologia da histo?ria oral foi de fundamental releva?ncia para apreender a multiplicidade das vive?ncias femininas. Foi realizada pesquisa de campo no munici?pio de Ibate?, no interior do Estado de Sa?o Paulo, na qual foram aplicados questiona?rios biogra?ficos e realizadas entrevistas com as mulheres trabalhadoras.





Detalhes do artigo

Como Citar
Bueno, J. D. ., & Silva, M. A. de M. . (2012). Espac?os e tempos cruzados: : trajeto?rias de trabalhadoras no interior paulista. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 32(2), 56–71. https://doi.org/10.37370/raizes.2012.v32.358
Seção
Dossiê: Desenvolvimento, Ruralidades e Ambientalização

Referências

Ver no arquivo do artigo.