O PRONAF e a “nova modernização desigual” da agricultura brasileira

Conteúdo Principal do Artigo

Joacir Rufino de Aquino
Olívio Alberto Teixeira
Jean-Philippe Tonneau

Resumo




O presente artigo objetiva analisar e discutir os principais impasses verificados na distribuição do crédito rural do PRONAF, de 1996 a 2001. A metodologia utilizada procurou concentrar a discussão nos documentos oficiais e no referencial bibliográfico disponível sobre o tema. O trabalho conclui que é na própria lógica e operacionalização do programa que estão implícitos os critérios de exclusão dos agricultores familiares mais pobres. O resultado prático desse processo social é a configuração de uma “nova modernização desigual” no meio rural brasileiro, contribuindo para aprofundar ainda mais a exclusão social e as desigualdades regionais no país.




Detalhes do artigo

Como Citar
Aquino, J. R. de, Teixeira, O. A., & Tonneau, J.-P. (2004). O PRONAF e a “nova modernização desigual” da agricultura brasileira. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 22(1), 46-57. https://doi.org/10.37370/raizes.2003.v22.208
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.