A problemática do meio ambiente nos espaços rurais: o exercício do poder e a legitimidade da dominação em áreas naturais protegidas

Conteúdo Principal do Artigo

Cleyton Henrique Gerhardt
Jalcione Almeida

Resumo




As sensibilidades ecológicas que a discussão sobre meio ambiente suscita não podem ser vistas apenas a partir das políticas de preservação ou da capacidade de se responder aos “novos riscos globais”. De fato, estão em curso derivações não programadas relacionadas às ações de certos grupos sociais subalternos que vivem em localidades rurais socialmente valorizadas por sua biodiversidade. Muitos agricultores, por exemplo, não necessariamente aderem passivamente às políticas e instrumentos de preservação ambiental pensados por planejadores de órgãos do governo, pesquisadores ou ativistas de ONG’s. Em suma, há aí uma apropriação criativa que não pode ser facilmente antecipada. Este ensaio aborda alguns aspectos deste processo, tentando discutir como as políticas ambien- tais têm redefinido, assimetricamente – através da imposição de valores morais, normas legais e usos dos recursos naturais antes inexistentes –, a forma com que populações rurais econômica e socialmente fragilizadas percebem e se relacionam com seus ambientes.




Detalhes do artigo

Como Citar
Gerhardt, C. H., & Almeida, J. (2007). A problemática do meio ambiente nos espaços rurais:. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 25(1 e 2), 10-25. https://doi.org/10.37370/raizes.2006.v25.257
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.