Sensualismo e consciência regional: o Nordeste Freyriano

Conteúdo Principal do Artigo

Aécio Amaral Jr.

Resumo




Este ensaio objetiva apreender a contribuição de Gilberto Freyre para a estruturação de uma consciência regional nordestina ao longo do século XX. A partir de um exame do Manifesto Regionalista e de Nordeste busco demonstrar como o autor procede a uma teorização/idealização do Nordeste como forma de se contrapor à hegemonia sudestina nos dois principais contextos acadêmico-intelectuais por meio dos quais ele adquire notoriedade nacional: o modernismo nos anos 1920 e a institucionalização das ciências sociais brasileiras a partir dos anos 1930. Sustento que dois motivos românticos informam a teorização freyriana da região: o sonho da comunidade ideal e a hostilidade em relação à racionalidade burguesa ocidental.




Detalhes do artigo

Como Citar
Amaral Jr., A. (2002). Sensualismo e consciência regional:. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 21(2), 227-232. https://doi.org/10.37370/raizes.2002.v21.194
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.