A política de saneamento integrado no Recife: uma análise sobre a gestão do PT

Conteúdo Principal do Artigo

Demétrius Rodrigues de Freitas Ferreira

Resumo




No presente artigo analisamos a experiência municipal de saneamento integrado no Recife, iniciada em 2001 pelo Partido dos Trabalhadores (PT), até 2012. A partir da análise documental, de entrevistas e da análise de indicadores, observamos que houve rupturas e continuidades da política de saneamento integrado em relação ao modelo tradicional de gestão dos serviços de saneamento praticados anteriormente pela empresa estadual. A análise evidenciou as estruturas de gestão do saneamento da cidade, as tensões envolvidas na participação social pretendida com esta política, as transformações ocorridas através dos ciclos político-eleitorais e o desempenho nos indicadores de acesso aos serviços de saneamento. Os resultados apontam que a política municipal de saneamento integrado apresentou um baixo desempenho em alavancar os índices de atendimento à população, porém proporcionou mudanças significativas na gestão e, paradoxalmente, ensejou uma guinada de sua agenda inicial baseada na inclusão social para a privatização dos serviços.




Detalhes do artigo

Como Citar
Ferreira, D. R. de F. (2015). A política de saneamento integrado no Recife:. Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 35(1), 123-131. https://doi.org/10.37370/raizes.2015.v35.431
Seção
Artigos

Referências

Ver no arquivo do artigo.