Luxos ‘verdes’ e muros invisíveis: a iconização da natureza no mercado imobiliário em João Pessoa (PB)

Conteúdo do artigo principal

Ceres Grehs Beck
https://orcid.org/0000-0002-6618-7934
Luis Henrique Hermínio Cunha
https://orcid.org/0000-0003-3002-8277

Resumo




Frente ao atual contexto de crise socioambiental global, a natureza ‘rara’ desponta como elemento determinador de prec?os e escolhas. Este artigo traz reflexo?es sobre a iconizac?a?o da natureza e sua transformac?a?o em mercadoria simbo?lica, vendida na reto?rica ecolo?gica adotada pelo mercado imobilia?rio. O corpus de ana?lise se apoiou nas narrativas de 375 anu?ncios de imo?veis veiculados em Joa?o Pessoa, Parai?ba entre 1960 e 2017. Enquanto nos anos 1960-80, havia uma e?nfase sutil para a paisagem, a ventilac?a?o, a praia e as a?rvores, a partir dos anos 2000, a comodificac?a?o simbo?lica da natureza passa a atuar tambe?m como um marcador social hiera?rquico, por meio da elitizac?a?o do acesso a? natureza. Assim, os ‘luxos verdes’ erguem muros invisi?veis que excluem simbolicamente. Estes artifi?cios mercadolo?gicos usados na publicidade imobilia?ria – negam o ‘direito a? cidade’ e ‘a? natureza’ – e somam-se ao amplo espectro da urbanizac?a?o segregadora que se consolidou no Brasil.




Detalhes do artigo

Como Citar
Grehs Beck, C. ., & Hermínio Cunha, L. H. . (2017). Luxos ‘verdes’ e muros invisíveis:: a iconização da natureza no mercado imobiliário em João Pessoa (PB). Raízes: Revista De Ciências Sociais E Econômicas, 37(2), 74–87. https://doi.org/10.37370/raizes.2017.v37.67
Seção
Artigos

Referências

ALEXANDER, J. C. Iconic Power and Performance: the role of the critic. In: ALEXANDER, J. C.; BARTMA?SKI, D.; GIESEN, B. (org). Iconic Power: materiality and meaning in social life. New York: Palgrave Macmillan, 2012.
ALEXANDER, J. C.; BARTMA?SKI, D.; GIESEN, B. (org). Iconic Power: materiality and meaning in social life. New York: Palgrave Macmillan, 2012.
BARBOSA, A. G.; COSTA, A. A. O solo urbano e a apropriação da natureza na cidade. Sociedade & Natureza, Uberlândia, ano 24, n. 3, 2012, p. 477-488.
BAUDRILLARD, J. A Sociedade de Consumo. Lisboa: Edições 70, 2014 [1970]. Raízes, v.37, n. 2, jul-dez/2017
87
BURAWOY, M. Por uma Sociologia Pública. (Tradução: Rui Gomes de Mattos de Mesquita, original “For Public Sociology”, publicado em American Sociological Review, v. 70, n.1, Feb. 2005, p. 4-28). Política & Trabalho, Revista de Ciências Sociais, n. 25, Out. 2006, p. 9-50.
BOTELHO, A. O Urbano em Fragmentos: a produção do espaço e da moradia pelas práticas do setor imobiliário. São Paulo: Annablume; Fapesp, 2007.
CALDEIRA, T. P. do R. Cidade de Muros: Crime, Segregação e Cidadania em São Paulo. São Paulo: Editora 34/Edusp, 2003. 400p.
CONSTRUTORA ALLIANCE. Material publicitário do Residencial Greenmare (2013). Disponível em: . Acesso em: 16 jun. 2017.
DEBORD, G. A Sociedade do Espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997. 238p. FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Brasília: Nobel/UNB, 2001 [1992].
HARVEY, D. O Direito à Cidade. (Tradução: Jair Pinheiro, original “The right to the city”, publicado na New Left Review, n. 53, 2008, p. 23-40). Lutas Sociais, São Paulo, n. 29, 2012, p. 73-89.
HENRIQUE, W. A Cidade e a Natureza: a apropriação, a valorização e a sofisticação da natureza nos empreendimentos imobiliários de alto padrão em São Paulo. GEOUSP, n. 20, 2006, p. 65-77.
_____. Um bosque para chamar de meu. A apropriação das ideias de natureza pelos empreendimentos imobiliários. In: HENRIQUE, W. O Direito à Natureza na Cidade. Salvador: EDUFBA, 2009. Cap. VII, p. 139-164.
IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 1950. Estado da Paraíba. Série regional, v. XVI, Tomo 1, Rio de Janeiro, 1955.
_____. Censo Demográfico 2010. Disponível em: < http://cod.ibge.gov.br/7D7>. Acesso em: 19 jul. 2017.
LEFEBVRE, H. O Direito à Cidade. São Paulo: Moraes, 1991 [1968]. 145p.
_____. A Revolução Urbana. Belo Horizonte: UFMG, 1999. 178p.
MARICATO, E. As idéias fora do lugar e o lugar fora das idéias: planejamento urbano no Brasil. In: ARANTES, O.; VAINER, C.; MARICATO, E. (Org.). A Cidade do Pensamento Único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000, p. 121-192.
NEP - Nordeste em Pauta Comunicações. Filme: ‘João Pessoa vista do alto - 429 anos de história’. Veiculado em 05 de junho de 2015 pela TV Cabo Branco, programa Jornal da Paraíba (JPB). Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2017.
SANTANA, G. V. de. Marketing da ‘Sustentabilidade’ Habitacional: lançamentos imobiliários e ecologia urbana: em busca do equilíbrio. Rio de Janeiro: Mauad X, Inverde, 2013. 240p.
VAINER, C. B. Pátria, empresa e mercadoria: Notas sobre a estratégia discursiva do Planejamento Estratégico Urbano. In: ARANTES, O.; VAINER, C.; MARICATO, E. (Org.). A Cidade do Pensamento Único: desmanchando consensos. Petrópolis: Vozes, 2000, p. 75-104.